terça-feira, 29 de setembro de 2015

Estagiar L e T alargados em todas as ilhas

Segundo o vice-presidente do Governo Regional, mais de 60% dos jovens que frequentam o Estagiar L e T são contratados no espaço de seis meses.

O Governo Regional alargou o período máximo dos estágios ao abrigo dos programas Estagiar L e Estagiar T.

O Estagiar L, destinado a jovens licenciados, passa de um período máximo de um ano para dois anos na ilha Terceira, como aliás já tinha sido anunciado no âmbito do Plano de Revitalização Económica da Ilha Terceira. 

Em São Miguel, onde esse período também se fixava num ano passa a ser de 18 meses. 

Nas restantes ilhas mantém-se um período máximo de dois anos. 

Já o Estagiar L, que tinha um período máximo de um ano, passa a poder prolongar-se por 18 meses, em todas as ilhas. 

O vice-presidente do Governo Regional justificou as alterações com a importância que o programa tem demonstrado na inserção dos jovens no mercado de trabalho.

Em outubro, iniciam os programas de estágios 901 jovens, o que representa um investimento do executivo açoriano de 9,1 milhões de euros. 

Destes jovens, 371 são recém-licenciados e 523 terminaram recentemente um curso profissional.

Sérgio Ávila realçou a "assinalável recetividade" das empresas e o "reflexo muito positivo" deste programa na empregabilidade dos jovens.

Segundo o vice-presidente, 63,1% dos estagiários foram contratados até seis meses após a conclusão do estágio e 43,1% foram contratados imediatamente a seguir à conclusão dos estágios.

O governante admitiu, no entanto, que estes números se devem também à implementação do Programa de Incentivo à Inserção do Estagiar L e T (PIIE), que consiste num apoio financeiro às entidades empregadoras, mediante a contratação, com ou sem termo, a tempo completo, de jovens que tenham concluído os programas de estágios.

Desde o final de 2013, o PIIE já apoiou a contratação de 1036 jovens.




Fonte: DiarioInsular.com


Sem comentários:

Publicar um comentário