quinta-feira, 21 de junho de 2018

Artesanato dos Açores marca presença na Feira Internacional de Lisboa

A Vice-Presidência do Governo, através do Centro Regional de Apoio ao Artesanato (CRAA), promove a participação dos Açores e de empresas artesanais regionais na Feira Internacional de Artesanato de Lisboa (FIA), que irá decorrer de 23 junho até 1 de julho. 

A participação do CRAA na Feira Internacional de Artesanato de Lisboa visa promover o artesanato e os artesãos açorianos, numa perspetiva de se alcançarem novos públicos, uma vez que o evento recebe, durante nove dias, não só profissionais e apreciadores dos ofícios artesanais, artes e design, mas também interessados no artesanato enquanto manifestação cultural, registando mais de 100 mil visitantes. 

As 13 Unidades Produtivas Artesanais (UPA’s) presentes neste certame, provenientes de São Miguel, Terceira, Pico, Faial e Graciosa, vão apresentar trabalhos nas mais diversas áreas artesanais, nomeadamente nas áreas dos bordados, rendas, escama de peixe, arte de trabalhar o osso, presépios de lapinha, cerâmica, bijuteria, madeira e doçaria. 

De destacar que no stand do “Artesanato dos Açores” estarão as novas coleções de peças produzidas no âmbito da “Residência Criativa 2017- recortes e embutidos em madeira”, na ilha Terceira, iniciativa que envolveu a participação dos artesãos Susana Almeida e Francisco Pereira e da  designer  de produto Susana António. 

Através da criação de peças de pequena dimensão e recorrendo a madeiras como a criptoméria, a acácia ou faia, revela-se o potencial económico de objetos produzidos com materiais e técnicas típicas da Região com recurso a uma estética renovada. 

Este certame é das mais importantes plataformas para a promoção e negócio das empresas artesanais açorianas, potenciando não só a mostra e a venda de produtos artesanais, mas também fomentando o desenvolvimento regional e rural e o relacionamento dos recursos naturais com a cultura e o turismo. 

O artesanato apresenta um crescente dinamismo nos Açores com o aparecimento de novas empresas e a criação de emprego, assumindo uma fase de mudança, de renovação e de reposicionamento, sobretudo da marca coletiva "Artesanato dos Açores". 

Esta mostra estará patente ao público até 1 de julho, podendo ser visitada a Área Exposicional (Pav. 2) das 15h00 às 24h00 e Área de Gastronomia (Pav. 4) das 12h30 às 24h00.


Fonte: GaCS


terça-feira, 19 de junho de 2018

Certificação civil da Base das Lajes até final de julho

A secretária regional dos Transportes e Obras Públicas assegurou hoje que a certificação da Base das Lajes para uso civil, uma pretensão das forças vivas da ilha Terceira, vai ter lugar até final de julho. 

Ouvida em sede da comissão parlamentar de Economia, em Angra do Heroísmo, na sequência de um requerimento do PS/Açores sobre transportes, acessibilidades e infraestruturas portuárias na Terceira, Ana Cunha referiu que estão criadas as condições para viabilizar o inicio das obras no terminal de carga da aerogare civil das Lajes, que estava dependente da transferência de um terreno para a região.

“Aguarda-se apenas a fomalização dessa transferência até ao final do mês de junho. Depois, seguindo o processo concursal os seus trâmites, terá lugar a comunicação da adjudicação ao empreiteiro e, se tudo correr bem, no final de setembro a empreitada terá o seu início”, declarou a titular da pasta das Obras Públicas.

O presidente do Governo dos Açores, em junho de 2017, reafirmou que o protocolo de cooperação assinado com o Governo da República visando a certificação da Base das Lajes para utilização permanente por aeronaves civis constitui “mais um passo” para que esta infraestrutura reforce a sua importância no desenvolvimento económico e social da ilha Terceira e dos Açores.

“Faço votos para que sejamos capazes de concluir este processo antes dos dois anos previstos, porque será um bom sinal e, sobretudo, será um bom resultado para a ilha Terceira e para a Região Autónoma dos Açores”, frisou, na altura, Vasco Cordeiro.

Esta é uma das medidas que consta, também, do Plano de Revitalização Económica da Ilha Terceira (PREIT), apresentado em janeiro de 2015 pelo Governo dos Açores, na sequência da decisão dos EUA de reduzir o seu contingente militar e civil na Base das Lajes, e que o Governo da República assumiu como o documento orientador da sua ação nesta matéria.

Ana Cunha adiantou ainda aos deputados que a linha lilás da operadora marítima Atlancoline vai assegurar três ligações por ocasião das festas Sanjoaninas, um dos principais cartazes turísticos da ilha Terceira, na sequência de uma proposta do presidente da Câmara Municipal de Angra do Heroísmo.

A governante adiantou aos deputados da Comissão de Economia que o terminal de transhipment da Terceira já foi alvo de uma resolução do Conselho do Governo, em maio, que mandatava a empresa pública Portos dos Açores a lançar os procedimentos para a viabilização da sua construção.

Em relação à opção do terminal de passageiros e cruzeiros, Ana Cunha disse que o Governo dos Açores “já está a trabalhar no seu desenvolvimento” no âmbito do reordenamento que a Portos está a proceder da bacia do porto da Praia da Vitória, que contempla "várias hipóteses”.

Ana Cunha transmitiu também à Comissão de Economia que a Azores Airlines vai retomar as ligações Terceira-Porto no inverno.


Fonte: Lusa / AO Online


sexta-feira, 15 de junho de 2018

Prolongamento do Horário de Funcionamento durante as Sanjoaninas


As festas das Sanjoaninas estão prestes a iniciar-se. Nesse sentido, e atendendo ao incremento de população no centro urbano de Angra do Heroísmo, apelamos para que os comerciantes que tenham estabelecimentos no centro estendam o horário de funcionamento durante as festas, especialmente nos dias em que existem desfiles nas ruas.

Esta é uma ótima altura para os fluxos e lucros dos estabelecimentos aumentarem, já que é uma época não só de festividades, mas também de turismo elevado.

Assim, sugerimos que mantenha o seu estabelecimento aberto durante a hora de almoço e até às 20h00 todos os dias.


7ª Conferência da Central de Balanços - "A inovação e o empreendedorismo no setor empresarial português”


A Conferência vai realizar-se na Porto Business School, no Porto, das 14h às 17h30, no próximo dia 25 de Junho, promovida pelo Banco de Portugal. As inscrições são gratuitas e realizam-se até às 20h do dia 21 de junho de 2018.


Mais de 750 jovens universitários açorianos candidataram-se ao ESTAGIAR U

Mais de 750 jovens universitários açorianos candidataram-se para estagiar em empresas dos Açores, entre julho e setembro, no âmbito do programa ESTAGIAR U para promover a aproximação dos estudantes universitários ao mercado de trabalho, foi hoje anunciado. 

Citada numa nota de imprensa enviada às redações, a diretora regional do Emprego e Qualificação Profissional, Paula Andrade, salientou que este programa criado pelo Governo açoriano em 2005 “é visto como uma primeira porta na promoção da empregabilidade dos jovens que estão a frequentar o ensino superior, sendo uma oportunidade para experienciarem um contacto com o mundo do trabalho”.

Durante o mês de maio, prazo estipulado para a formalização de candidaturas, um total de 756 jovens estudantes candidataram-se através da plataforma eletrónica www.estagiar.azores.gov.pt.

Em junho decorre a fase de análise das candidaturas, sendo dado conhecimento aos jovens e empresas do respetivo resultado.


Fonte: Lusa / AO Online



Curso “PSST - Projetista de Sistemas Solares Térmicos”


A Direção Regional da Energia, em parceria com a ADENE, está a promover o curso “PSST - Projetista de Sistemas Solares Térmicos” destinado a profissionais que pretendam dedicar-se a projetos no âmbito de instalações solares térmicas de média e grande dimensão, com ênfase para os edifícios multifamiliares.


Parlamento dos Açores aprova criação de Conselho Económico e Social da região

O Parlamento dos Açores aprovou hoje, por unanimidade, uma proposta do Governo Regional que cria o Conselho Económico e Social dos Açores, um órgão independente, formado maioritariamente pelos parceiros sociais, que será presidido por uma figura idónea. 

Na altura da apresentação da proposta, na sede da Assembleia Legislativa dos Açores, reunida na Horta, o secretário regional adjunto da Presidência para os Assuntos Parlamentares, Berto Messias, destacou que as matérias relacionadas com o diálogo e a concertação social, são "um dos mais elementares pressupostos e pilares" do projeto político socialista.

Segundo explicou o governante, a intenção deste Conselho Económico e Social é garantir a existência de "uma autonomia forte e uma autonomia afirmativa", que assegure a participação de instituições participativas e fortes, "que se dão ao respeito, mas que respeitam aqueles para quem trabalham".

Além da proposta do Governo dos Açores, que foi aprovada por unanimidade, foi também discutida, na mesma ocasião, um outro projeto, da autoria do PSD, que propunha igualmente a criação de um Conselho Económico e Social, muito semelhante ao proposto pelo executivo socialista, mas que acabou por ficar pelo caminho.

Apesar disso, o líder da bancada do PSD, Duarte Freitas, manifestou a sua satisfação pela criação do Conselho Económico e Social, por entender que, com este novo órgão, "a democracia dos Açores ficará mais madura" e "mais de acordo com as democracias modernas ocidentais", ao passo que os deputados ficarão "enobrecidos".

Com a aprovação deste Conselho Económico e Social, que irá substituir o Conselho Regional de Concertação Estratégica, será eleito um presidente por maioria qualificada de 2/3 do parlamento regional.

O novo órgão terá por competência pronunciar-se sobre as políticas regionais, na área económica, social, laboral e ambiental, sobre a utilização de fundos comunitários, estruturais e específicos e ainda promover o diálogo e a concertação entre os parceiros sociais.


Fonte: Lusa / AO Online



Conferência "10 Anos de Parques Naturais nos Açores


Realiza-se no próximo dia 8 de Julho, na Ilha de São Miguel, a Conferência "10 Anos de Parques Naturais nos Açores".

Esta Conferência terá lugar na Fajã de Baixo (Ponta Delgada), no Auditório Municipal Natália Correia, pelas 10h00.


terça-feira, 22 de maio de 2018

Exposição de Actividades Económicas da Ilha Terceira - Wine in Azores Terceira


É JÁ ESTE FIM-DE-SEMANA!!!


PROGRAMA DA FEIRA*

Sexta-feira, 25 de Maio:
15h30: Inauguração
16h00-21h00: Animação Infantil com insufláveis e pinturas faciais (Quinta do Galo)
16h00: Showcooking de confecção de Alcatras (Quinta do Martelo)
17h30: Espetáculo de cocktails (Patrick Fagundes, Barman Dacemar)
19h00: Showcooking (Márcio Silva, Cais de Angra)
21h30-23h30: Animação Musical - Os Kotas
22h00: Encerramento da zona de vinhos
24h00: Encerramento da Exposição de Atividades Económicas

Sábado, 26 de Maio:
15h00: Abertura da bilheteira
16h00-21h00: Animação Infantil com insufláveis e pinturas faciais (Quinta do Galo)
16h00: Showcooking (Patrícia Cheio | Sónia Melo)
17h30: Espetáculo de cocktails (Patrick Fagundes, Barman Dacemar)
18h00: Workshop “Viagem pelos sabores do Vinho (Escanção Manuel Moreira | Patrocínio Dianicol – Bensaude Distribuição)
19h00: Showcooking (Francisco Gomes, A Colonial Padaria)
20h00: Showcooking (Renato Cunha, Restaurante Ferrugem)
21h00: Encerramento da zona de vinhos
21h00: Demonstração de Krav Maga (Best Of Health Club)
21h15: Demonstração de HIIT - High Intensity Interval Training (Best Of Health Club)
21h30-23h30: Animação Musical - Sónia Pereira Quarteto
24h00: Encerramento da Exposição de Atividades Económicas

Domingo, 27 de Maio:
15h00: Abertura da bilheteira
16h00-20h00: Animação Infantil com insufláveis e pinturas faciais (Quinta do Galo)
16h30: Workshop “Viagem pelos sabores do Vinho (Escanção Manuel Moreira | Patrocínio Dianicol – Bensaude Distribuição)
17h30: Espetáculo de cocktails (Patrick Fagundes, Barman Dacemar)
18h00: Showcooking (Renato Cunha, Restaurante Ferrugem)
19h00: Showcooking (António Loureiro, Restaurante a Cozinha com António Loureiro | Francisco Gomes, A Colonial Padaria)
21h00: Encerramento da zona de vinhos
21h30-23h30: Animação Musical - Rapazes da Canada de Trás
24h00: Encerramento da Feira

* Programa sujeito a alterações. Fique atento, mais novidades em breve.




segunda-feira, 14 de maio de 2018

Nova Oferta de Emprego: Auxiliar de Cozinha e Cozinheiro - Ilha Terceira


Mais uma oportunidade de trabalho!!!

Pode ser o início de uma nova vida e não deve perder tempo, 
para que esta oportunidade não lhe passe ao lado!

Registo e Candidaturas em www.ccah.eu/bolsa

Boa sorte!!!



Escalas de Paquetes e Iates no Porto das Velas - Ilha de São Jorge


Durante este mês de Maio prevê-se a escala paquetes e iates no porto das Velas, Ilha de São Jorge. 

No total são 4 escalas previstas, com a es­timativa de mais de 320 passageiros envolvidos, sendo a primeira já amanhã, dia 15!



Nova Oferta de Emprego: Farmacêutico(a) / Técnico(a) de Farmácia - Ilha Terceira


Agarre esta nova Oportunidade de Emprego na Ilha Terceira!!!

Mais informações em: http://www.ccah.eu/bolsa/



terça-feira, 8 de maio de 2018

Circular nº 29 - Sessão de Divulgação da Linha Capitalizar Mais - Ilha Terceira


Realiza-se no próximo dia 11 de Maio, pelas 11h00, 
no Auditório do Palácio dos Capitães Genereais da Ilha Terceira 
a Sessão de Divulgação da Linha Capitalizar Mais.

Os interessados devem confirmar a sua presença até ao dia 9 de Maio.

Saiba como inscrever-se na nossa zona exclusiva a associados em:



Nova Oferta de Emprego: Empregado/a de Bar e Mesa - Ilha de São Jorge (O Amílcar Restauração e Hotelaria)


Nova oportunidade de emprego na Ilha de São Jorge!

Faça já o seu registo na nossa Bolsa de Emprego e agarre esta oportunidade!!!

Mais informações em http://www.ccah.eu/bolsa/



quinta-feira, 19 de abril de 2018

Nova Oferta de Emprego: Limpeza de Andares / Quartos - Ilha Terceira


Mais uma oportunidade de emprego na Ilha Terceira!!!

Mais informações em: http://www.ccah.eu/bolsa/



Workshop: "Imagem Profissional e Marketing Pessoal" - Ilha Terceira


Inscrições com data limite - 02/05/2018

Mais informações através do link: 



Câmara de Comércio de Angra do Heroísmo defende melhoria de transportes e logística

O novo presidente da direção da Câmara de Comércio de Angra do Heroísmo (CCAH), nos Açores, Rodrigo Rodrigues, elegeu como principal desafio no seu primeiro mandato a defesa da melhoria dos transportes e das infraestruturas logísticas. 

“O Porto da Praia [da Vitória] como ‘hub’ logístico é o projeto estruturante para a ilha Terceira que mais tem sido discutido, mas pensamos que chegou a hora de haver decisões. Vamos focarmo-nos muito nesse aspeto. Temos também o terminal de cargas do Aeroporto das Lajes, que é um tema que já se arrasta”, adiantou, em declarações à Lusa.

Rodrigo Rodrigues concorreu à liderança da CCAH, que representa os empresários das ilhas Terceira, São Jorge e Graciosa, com uma lista única que contou com 40 votos a favor, nove em branco e um nulo.

Sandro Paim, que esteve à frente da direção da associação empresarial durante 13 anos, será agora presidente da assembleia geral.

Desde 2011 que a Câmara de Comércio de Angra do Heroísmo estuda as potencialidades do Porto da Praia da Vitória, na ilha Terceira, como plataforma logística internacional, que permitiria encurtar as distâncias percorridas pelos navios que cruzam o Atlântico, entre a Europa e a América, e garantir a fiabilidade do tempo de trânsito.

O novo dirigente comprometeu-se a defender o projeto, salientando que os estudos “estão numa fase bastante avançada e podem ser aproveitados pelo Governo Regional”.

“O que nós pensamos é que chegou a hora de terminarmos esse debate e de haver uma decisão. Com certeza que é um projeto estruturante que não se faz de um dia para o outro”, reforçou.

Entre os principais desafios das três ilhas representadas pela CCAH, Rodrigo Rodrigues destaca também os transportes de cargas, por via marítima e aérea, e o modelo de transportes marítimos de passageiros, que “ainda não está definido e consolidado”.

O presidente da associação empresarial reivindicou ainda maior “celeridade na aprovação de projetos de investimento que possam reabilitar as cidades e as suas zonas históricas”.

Gerente de um hotel em Angra do Heroísmo, o empresário destacou o potencial do turismo nos Açores, mas defendeu que é preciso ter atenção ao seu crescimento.

“Pensamos que o turismo nos Açores tem as suas características próprias, tem as suas valências e não devem ser descaracterizadas. A consequência pode ser matarmos a galinha dos ovos de ouro”, frisou.

Mais do que criticar o que está mal, o novo presidente da direção da CCAH quer colaborar com o executivo açoriano na procura de soluções.

“Não seremos mais um partido da oposição ao Governo. Também não seremos um departamento do Governo e, portanto, teremos uma posição equilibrada e construtiva no encontrar soluções que desenvolvam a ilha Terceira, que criem postos de trabalho, que criem riqueza e aumentem os impostos por essa via”, salientou.

Natural da ilha de São Miguel, com a qual a Terceira mantém uma rivalidade, Rodrigo Rodrigues garantiu que não sentiu animosidades entre os associados e disse que o bairrismo negativo “deve ser desconsiderado”.

“Eu não vejo problemas, os associados penso que também não viram, porque senão seguramente teria aparecido uma segunda lista que democraticamente concorreria connosco. Acho que as minhas próximas intervenções, se houver dúvidas, vão deixar isso claro”, apontou.

Os novos corpos gerentes da CCAH, que foram eleitos na passada terça-feira, tomam posse a 27 de abril, para um mandato que termina em 2020.


Fonte: Lusa / AO Online


segunda-feira, 9 de abril de 2018

Formação para Profissionais: Formação CAM Categoria C (35 horas)- Ilha de São Jorge


Esta formação destina-se a Colaboradores das empresas que exercem 
funções na condução de veículos pesados de mercadorias, 
que necessitam de obter ou renovar o CAM - Certificado de Aptidão do Motorista.

Curso obrigatório para os condutores de cartas de condução de categoria C, 
emitidas até 09/09/2009, devendo este curso ser frequentado de 5 em 5 anos.

Inscrições com data limite - 29/05/2018

Mais informações através do link: 



sexta-feira, 6 de abril de 2018

Formação para Profissionais


Novo Regime Jurídico da Protecção de Dados e Responsabilidades 
das Empresas Privadas e Entidades Públicas - Ilha Terceira

Regulamento Geral da Protecção de Dados 
nas Empresas do Setor da Saúde - Ilha Terceira

Inscrições com data limite - 12 de Abril




quarta-feira, 4 de abril de 2018

Formação para Profissionais: Recrutamento, Seleção e Integração de Recursos Humanos na Sua Empresa - Ilha Terceira


Para profissionais que desempenhem funções de recrutamento, 
seleção e/ou integração de colaboradores ou público em geral 
que pretenda desenvolver conhecimentos na área, 
esta formação pretende dotar os formandos de conhecimentos 
e aptidões necessárias para aplicar metodologias 
e técnicas eficazes de recrutamento, seleção 
e integração de recursos humanos.

Inscrições com data limite - 30/05/2018

Mais informações através do link: 



quarta-feira, 21 de março de 2018

Formação para Profissionais: Princípios de Negociação - Ilha Terceira


Comerciantes, empresários e/ou colaboradores do setor de vendas 
que pretendam melhorar as suas habilidades de negociação 
têm aqui uma ferramenta excecional!

Inscrições com data limite - 09/05/2018

Mais informações através do link: 



segunda-feira, 19 de março de 2018

Sessão de Divulgação e Esclarecimento do Instrumento Financeiro - IFRRU

Realiza-se amanhã, dia 20 de Março, pelas 14h30, 
no Centro Cultural e de Congressos da Ilha Terceira 
a Sessão de Divulgação e Esclarecimento do Instrumento Financeiro - IFRRU.

O IFRRU 2020 destina-se a apoiar investimentos na reabilitação de edifícios 
em condições mais favoráveis e sem restrições na natureza da entidade
 que solicita o financiamento ou no uso a dar ao imóvel a reabilitar.

As entradas são gratuitas!

Saiba mais sobre esta sessão e como inscrever-se 
na nossa zona exclusiva a associados em:



Formação para Profissionais: Workshop - Como Transformar a Sua Empresa em Notícia


Gostaria de maximizar e atrair as atenções para a sua empresa 
em canais de comunicação e médias em geral, 
transformando estas ações em oportunidades de vendas 
e valorizar o potencial mediático dos seus negócios?

Este Workshop é a sua oportunidade!!!

Inscrições com data limite - 03/04/2018

Mais informações através do link:



Três candidatos concorrem para construção de navio de passageiros nos Açores

Três candidatos foram admitidos ao concurso público para a construção de um navio de passageiros para os Açores que terá capacidade para 650 passageiros e 150 viaturas, disse à agência Lusa fonte do Governo açoriano. 

A mesma fonte adiantou que, dos cinco candidatos que se apresentaram a concurso, "apenas três reúnem os requisitos de capacidade técnica e financeira exigidos" no programa do concurso, cuja primeira fase terminou.

Assim, "os três candidatos que reúnem os requisitos são os ASTILLEROS ARMON, S.A., HIJOS DE J. BARRERAS, e o agrupamento AMEDEO RESOURCES PLC e TAIZHOU KOUAN SHIPBUILDING CO, LTD", indicou ainda a fonte da secretaria regional dos Transportes e Obras Públicas.

Os candidatos qualificados terão agora 60 dias, a partir de hoje, para apresentar a sua proposta técnica e comercial.

De acordo com o Governo dos Açores, após esse prazo, realizar-se-á um ato público para abertura das propostas, iniciando-se em seguida a fase de análise para a escolha da melhor proposta de acordo com o critério de adjudicação definido no programa do concurso.

O júri do concurso é presidido por José Manuel Monteiro da Silva, Juiz Conselheiro do Tribunal de Contas, jubilado.

O Governo dos Açores anunciou em novembro de 2013 que iria encomendar a construção de dois novos barcos para transporte de passageiros e viaturas entre as ilhas do arquipélago.

Em outubro do ano passado, o executivo autorizou o lançamento do concurso para a conceção e construção de um dos navios, com capacidade para 650 passageiros, com preço-base de 48 milhões de euros.

Na altura, o secretário regional Adjunto da Presidência para os Assuntos Parlamentares, Berto Messias, explicou que o navio se destina a assegurar o serviço de transporte marítimo de passageiros, viaturas e carga rodada no arquipélago.

“Esta decisão visa consolidar o modelo do transporte marítimo de passageiros, viaturas e carga rodada, culminando e dando seguimento à estratégia que tem vindo a ser implementada nas últimas décadas para a política de transportes na região”, explicou.

“Face ao volume da despesa de investimento envolvido, foi decidido avançar já com a construção do primeiro de dois navios, adequados, assim, à prestação deste serviço, no âmbito do atual período de programação da política europeia de coesão 2014-2020, tal como consta, aliás, das Orientações de Médio Prazo já aprovadas entre 2017/2020” do Governo Regional, acrescentou o secretário regional adjunto.


Fonte: Lusa / AO Online


sexta-feira, 16 de março de 2018

Nova Oferta de Emprego: Ajudante de Cozinha (M/F) - Ilha Terceira

Nova oportunidade de emprego na Ilha Terceira!

Faça já o seu registo na nossa Bolsa de Emprego e agarre esta oportunidade!!!

Mais informações em http://www.ccah.eu/bolsa/



Açores com alterações nas regras estatísticas sobre alojamento local

Os proprietários de estabelecimentos de alojamento local nos Açores têm de fazer um registo estatístico mensal obrigatório num formulário 'online' disponibilizado pelo serviço regional de estatística, estabelece uma portaria publicada esta sexta-feira em Jornal Oficial. 

A portaria da secretaria regional da Energia, Ambiente e Turismo, que introduz alterações nas regras de transmissão de dados estatísticos no alojamento local, determina que os titulares dos estabelecimentos devem passar a proceder a um registo mensal obrigatório, nomeadamente do número de hóspedes e dormidas ou noites, discriminado por nacionalidades, bem como os proveitos gerados e o pessoal afeto à atividade, de acordo com o formulário eletrónico disponibilizado pelo Serviço Regional de Estatística dos Açores (SREA).

Uma nota do Governo dos Açores acrescenta ainda que esta informação deve ser prestada diretamente na plataforma eletrónica do SREA, até ao oitavo dia útil do mês seguinte àquele a que se reporta.

Esta alteração será implementada em duas fases, nomeadamente na data da entrada em vigor deste diploma, hoje, para as pessoas singulares ou coletivas que explorem estabelecimentos de alojamento local cuja capacidade seja igual ou superior a 10 camas, e a partir de 01 de janeiro de 2019 para as pessoas singulares ou coletivas que explorem estabelecimentos de alojamento local cuja capacidade total seja inferior a 10 camas.

Assim, explica ainda o executivo regional, a 01 de janeiro de 2019 será abandonado, em definitivo, o atual procedimento via Direção Regional do Turismo e faz com que "os Açores sejam a única região com a totalidade dos alojamentos turísticos com os respetivos dados a serem registados, tratados, analisados e disponibilizados online, o que possibilitará uma assertiva gestão da informação, potenciando um melhor planeamento e tomada de decisão".

O Governo Regional socialista justifica a alteração com "a crescente representatividade do alojamento local na oferta de alojamento turístico da região, que justifica que se procure aferir de forma completa e temporalmente assertiva o respetivo impacto económico e social, sendo indispensável que a recolha de informação estatística passe a observar as mesmas regras que já se aplicam aos restantes empreendimentos turísticos, nomeadamente em termos de prazos e conteúdo da informação a disponibilizar".


Fonte: Lusa / AO Online


segunda-feira, 12 de março de 2018

Formação para Profissionais: Marketing e a Relação com o Cliente - Ilha Terceira


Inscrições com data limite - 23/03/2018

Mais informações através do link: 




Formação para Profissionais: Curso Básico de Primeiros Socorros - Ilha Terceira


Inscrições com data limite - 06/04/2018

Mais informações através do link: 



Mais de 80 mil passageiros aéreos desembarcaram nos Açores em fevereiro

Em fevereiro de 2018 desembarcaram nos aeroportos dos Açores 80.653 passageiros, um aumento de 1,3% face ao mesmo mês de 2017, revela o SREA.

Segundo o Serviço Regional de Estatística dos Açores, no mês de fevereiro de 2018 desembarcaram nos aeroportos dos Açores 80.653 passageiros, um aumento de 1,3% face ao mesmo mês de 2017. 
Os passageiros desembarcados com origem no estrangeiro totalizaram 7.457, originando um crescimento homólogo de 29,7%, e os com origem noutras regiões do território nacional atingiram 40.008, apresentando uma variação homóloga negativa de 0,4%.

Em termos acumulados, nos últimos 6 meses, verificou-se uma variação homóloga positiva de 12,7% no desembarque de passageiros e no trimestre terminado em fevereiro de 2018, uma variação homóloga positiva de 6,5%.
Os dados da estatística regional revelam ainda que a ilha com maior número de passageiros desembarcados no mês de fevereiro foi a de São Miguel com 45.910, seguida da Terceira com 19.865 e Faial com 4401. 

A ilha que apresentou maior crescimento homólogo mensal foi a de Santa Maria com 5,8%, seguindo-se a Terceira com 4,5%, Corvo com 2,9%, São Jorge com 2,6%. A ilha de São Miguel registou um crescimento homólogo de 0,2%.

Em sentido inverso, as ilhas do Faial, Graciosa e Flores registaram decréscimos homólogos no desembarque de passageiros, -2,7%, -1,0% e -0,8% respetivamente.

A ilha que apresentou maior variação homóloga positiva no trimestre terminado em fevereiro de 2018 foi a Terceira (8,5%), seguida de São Jorge (7,9%). Quanto ao acumulado dos últimos 6 meses, a ilha que verificou maior variação homóloga positiva foi a de São Miguel com 14,8%, seguida da Terceira (13,4%), Corvo (12,7%), Flores (10,3%) e São Jorge com 10,2%.


Fonte: Açoriano Oriental


Formação para Profissionais: Atendimento ao Público - Ilha Terceira


Inscrições com data limite - 29/03/2018

Mais informações através do link: http://www.ccah.eu/formacao/ver.php?id=832&id_grupo=1


quinta-feira, 8 de março de 2018

Açores distinguidos como um dos melhores destinos sustentáveis do planeta

As regiões dos Açores e Oeste e os concelhos de Cascais, Sintra e Torres Vedras, em Portugal, estão entre os melhores 32 destinos sustentáveis do mundo, que esta quarta-feira foram anunciados em Berlim, na Alemanha. 

Na categoria de “Melhor do Planeta”, o arquipélago dos Açores foi um dos distinguidos ao lado do Parque Nacional de Bali Barat (Indonesia), Clonakilty (Irlanda), Gozo (Malta), a Reserva natural de Grootbos (África do Sul), a região das altas montanhas de Pamirs (Tajiquistão), Jackson Hole & Yellowstone (Estados Unidos da América), Lake Tota (Colômbia), Ljubljana (Eslovénia), Mali Lošinj (Croácia), Podcetrtek (Eslovénia), Santa Cruz, Galapagos (Equador), ‘Slovenia Green Destinations’ (Eslováquia) e Vail, Colorado (Estados Unidos da América).

Nesta categoria, são premiados os destinos que mostram liderança internacional e inovação em turismo responsável e sustentável em diferentes partes do mundo, segundo o site da organização Green Destinations.

Na categoria de “Melhores Cidades e Comunidades”, Cascais, a região Oeste, Sintra e Torres Vedras figuram entre os vencedores ao lado de Zuid-Limburg (Holanda) e Tung Dap Village (Tailândia).

Estes locais foram considerados os melhores a nível mundial a proteger a sua cultura e tradições, envolvendo a comunidade local na defesa de um turismo sustentável e contra o chamado ‘turismo de massas’.

Os prémios são atribuídos pela organização ‘Green Destinations’.


Fonte: Lusa / AO Online


terça-feira, 27 de fevereiro de 2018

Atum Santa Catarina é “O Melhor dos Melhores” pelo sétimo ano consecutivo no Concurso Nacional de Conservas de Pescado

A Santa Catarina Indústria Conserveira voltou a ser galardoada com o prémio “O Melhor dos Melhores”. No âmbito do 7º Concurso Nacional de Conservas de Pescado Tradicionais Portuguesas, a Indústria Conserveira jorgense viu atribuído ao produto “Filete de Atum em Molho Cru” o Prémio “O Melhor dos Melhores”.

Para além da mais alta distinção a Conserveira arrecadou ainda outros prémios, sendo que o Filete de Atum em Molho Cru que foi Melhor dos Melhores arrecadou também uma medalha de ouro na categoria Filete de Atum em Lata.

Também Medalha de Ouro foi o Filete de Atum em Azeite com Pimenta dos Açores também a concorrer na Categoria Filete de Atum em Lata.

Igualmente na categoria Filete de Atum em Frasco de Vidro, a Santa Catarina saiu premiada com a Medalha de Ouro com o produto Filete de Atum em Azeite Biológico.

A Santa Catarina Indústria Conserveira viu ainda o seu produto Filete de Atum em Azeite com Alecrim ser premiado com uma Medalha de Prata na categoria Filete de Atum em Lata.

A Conserveira jorgense arrecadou ainda uma Menção Honrosa para o Acondicionamento pela forma de apresentação muito cuidada, segundo a organização, aliando a formulação tradicional a uma rotulagem moderna e apelativa por todas as embalagens serem revestidas de papel com cinta de cores diversas.


Fonte: Rádio Lumena


Workshop: Como Falar em Público


Inscrições com data limite - 07/03/2018

Mais informações através do link: 

Arquipélago presente na Bolsa de Turismo de Lisboa sob o mote “Açores, um Mar de emoções”

Os Açores estarão presentes na 30ª edição da BTL – Bolsa de Turismo de Lisboa de 28 de fevereiro a 4 de março, com um stand que promoverá o Destino Turístico sob o mote “Açores, um Mar de emoções”.

Nesta edição, pretende-se consolidar o posicionamento do Destino Açores, enquanto Turismo de Natureza Ativo, que proporciona experiências únicas nas paisagens autênticas de todo o arquipélago aos turistas que visitam a Região.

O stand dos Açores, que se encontra no pavilhão 1 da FIL, tem 874m2 e resulta de uma combinação de referências presentes na paisagem açoriana, que simbolizam a identidade do arquipélago.

Para além da utilização de materiais endógenos do arquipélago, como é o caso da madeira de criptoméria, serão ainda introduzidos elementos naturais, nomeadamente, jardins verticais, que simbolizam a essência da diversidade da flora deste arquipélago que tanto o caracteriza.

No interior do stand, os visitantes serão envolvidos por tapetes com imagens do mar dos Açores e telas de projeção, onde se apresentarão filmes de promoção turística da Região.

Quanto à participação dos agentes, estarão presentes 30 empresários ligados ao setor do turismo com módulo de negócio, ao qual se acresce a presença de operadores turísticos e companhias aéreas em balcão no stand para promoção da venda dos seus produtos.

Em termos de atividades, serão apresentados e divulgados alguns produtos gastronómicos da Região, da responsabilidade da Escola de Formação Turística e Hoteleira, e haverá um elemento lúdico simulado, com o objetivo de oferecer uma experiência na natureza através do canyoning, atividade em crescente na Região e que potencializa a sua capacidade no que ao turismo ativo diz respeito.

A BTL – Bolsa de Turismo de Lisboa é reconhecida por ser a mais importante feira, em termos de promoção turística, do país e a segunda mais importante da península ibérica.


Fonte: GaCS


segunda-feira, 26 de fevereiro de 2018

Empresários da ilha Terceira criam página na internet para promover turismo

Os empresários da ilha Terceira, nos Açores, criaram uma página na internet em que reúnem a oferta turística da ilha, pública e privada, para promover o destino e responder à evolução do mercado. 

“Cada vez mais o consumidor tem outros mecanismos para analisar o destino. Antigamente, era muito por via de operadores, portanto, facilitava o processo de promoção de um destino. A realidade alterou-se significativamente e qualquer pessoa, quando está a escolher o seu destino de viagem, vai à internet e tenta perceber o que aquele destino tem para oferecer”, adiantou, em declarações à Lusa, Sandro Paim, presidente da Câmara de Comércio de Angra do Heroísmo (CCAH).

A página “Explore Terceira”, promovida pela associação empresarial, em parceria com a Associação Regional de Turismo (ART), com cofinanciamento de fundos europeus, permite não só descobrir as várias atividades disponíveis na ilha, mas também traçar um plano de viagem e efetuar reservas.

Além de informações sobre alojamento, transportes e restauração, a plataforma 'online' tem ainda uma lista do que “ver e fazer” na ilha, com sugestões de experiências na natureza, património cultural e natural, festividades e tradições, gastronomia e vinhos, e saúde e bem-estar.

Numa época em que o turista cada vez mais compra a passagem individualmente e faz o planeamento da viagem sem recorrer a agências, os empresários da Terceira, a segunda ilha com mais população do arquipélago, quiseram destacar a sua oferta na internet.

“Este portal vai reunir toda a oferta e diferencia-se daquilo que é a promoção de outras ilhas, porque este é o primeiro a nível regional”, salientou Sandro Paim.

E porquê a Terceira – começa por questionar a página mal se começa a navegar – porque é uma ilha “acolhedora, acessível, segura, de clima ameno, cheia de lendas, tradições e grandes desafios a serem superados”.

O “Explore Terceira” destaca a biodiversidade da ilha e o património cultural, lembrando que a zona central da cidade de Angra do Heroísmo está incluída na lista do Património Mundial da Humanidade da UNESCO desde 1983, mas também a hospitalidade das pessoas e a diversidade da oferta turística.

“São muitas as aventuras que a ilha pode proporcionar ao turista: observação de baleias, mergulhos nas águas do Atlântico, passeios a pé ou de bicicleta por florestas encantadas e lagoas localizadas em caldeiras de vulcões, momentos de pesca desportiva, viagens em canoa pelo litoral da ilha, passeios de balão, golfe e muitas outras atividades para todos os gostos e idades”, pode ler-se no sítio da internet.

Para o presidente da Câmara de Comércio de Angra do Heroísmo, o projeto vem demonstrar a diversidade da oferta turística da ilha Terceira e comprovar que vale a pena prolongar o tempo de estadia.

“Muitas vezes nós ouvíamos, há alguns anos atrás e ainda recentemente: mas vou ficar mais do que dois dias na Terceira, o que é que tem para fazer? O que posso dizer é que se forem ao Explore Terceira em sete dias, em 10 dias, não conseguem fazer tudo o que está lá e tudo tem grande qualidade”, frisou.

Por enquanto, a página está traduzida em inglês e alemão, mas no futuro deverá incluir outras línguas como o espanhol, o francês e o italiano.

A plataforma será promovida nas redes sociais e na página da companhia aérea de baixo custo Ryanair, que tem ligações diretas de Lisboa e Porto para a ilha Terceira.

O número de dormidas na hotelaria tradicional, rural e local na Terceira aumentou 20,8%, em 2017, mas Sandro Paim acredita que o setor ainda tem margem de crescimento, embora admita que a procura terá de estabilizar no futuro.

“A nossa expectativa para 2017 foi largamente ultrapassada. Acreditávamos que seria superior aos dois dígitos, mas não superior aos 10, 11%. Acredito que se conseguirmos um crescimento na casa dos 10% este ano será um bom crescimento”, frisou.


Fonte: Lusa / AO Online


segunda-feira, 19 de fevereiro de 2018

Formação para Profissionais: Planear e Gerir o seu Orçamento


Inscrições com data limite - 21/02/2018

Mais informações através do link: 



Empresários dos Açores com acesso a linha de crédito de 79 ME

As empresas dos Açores dispõem de uma nova linha de crédito com garantia mútua, no valor de 79 milhões de euros, destinada ao financiamento de investimentos, anunciou esta segunda-feira o vice-presidente do Governo Regional, Sérgio Ávila. 

“No passado, as linhas de crédito dirigiam-se essencialmente à reestruturação financeira e às empresas mais em dificuldades. Esta nova geração de linhas de crédito, se assim se pode chamar, dirige-se a comparticipar o investimento”, adiantou o governante, numa conferência de imprensa realizada esta manhã em Angra do Heroísmo.

A linha de crédito “Capitalizar Mais”, criada pelo Instituição Financeira de Desenvolvimento (IFD), disponibilizará nos Açores 79 milhões de euros, afetando o Governo Regional um montante de cerca de 20 milhões de euros, no âmbito dos fundos comunitários do programa operacional Açores 2020.

Além de taxas de juro “abaixo dos valores médios de mercado”, com um 'spread' máximo entre os 1,86% e os 3,4%, a linha de crédito terá uma garantia até 80% do capital em dívida, para facilitar a concessão do crédito.

Um dos objetivos deste instrumento financeiro, segundo Sérgio Ávila, é facilitar o acesso aos sistemas de incentivos, como o Competir+, tendo em conta que ainda se verificam algumas “dificuldades no acesso ao crédito para financiamento da componente não comparticipada”.

“O que nós verificamos é que os sistemas de incentivos comparticipam com taxas significativas que podem ir até aos 60% dos investimentos, uma parte muito significativa a fundo perdido, no entanto, há uma componente que não era financiada pelos sistemas de incentivos. As empresas ou tinham capitais próprios ou tinham de ir à banca obter financiamento para esses investimentos”, apontou o vice-presidente do Governo Regional.

Segundo Sérgio Ávila, a linha de crédito vai permitir não só financiar a parte não comparticipada dos investimentos com candidaturas ao Competir+, mas também “financiar um conjunto de despesas que não eram elegíveis e que são necessárias à atividade da empresa, como o apoio à tesouraria e ao fundo de maneio, desde que seja para incrementar a atividade económica da empresa pelo investimento”.

O vice-presidente do executivo açoriano disse que foram recebidas 808 candidaturas de novos investimentos privados, desde a abertura do Competir+, em janeiro de 2015, alegando que representaram “mais de 344 milhões de euros de investimento” e que preveem a criação de 1.712 postos de trabalho diretos.

“Estes números e o facto de nos últimos meses estarmos a assistir a um ritmo acelerado de receção de candidaturas ao Competir+ são reveladores da dinâmica de investimento privado e empresarial nos Açores, assim como da crescente confiança das empresas no futuro da nossa região”, salientou.


Fonte: Lusa / AO Online


quarta-feira, 14 de fevereiro de 2018

Receitas do turismo crescem para 3,39 mil ME em 2017

As receitas com a atividade turística subiram 16,6% no ano passado face a 2016 para 3,39 mil milhões de euros, registando-se 20,6 milhões de hóspedes e 57,5 milhões de dormidas, divulgou esta quarta-feira o INE.

Segundo dados preliminares do Instituto Nacional de Estatística (INE), os proveitos de aposento aumentaram 18,3% relativamente ao desempenho de 2016 para 2,48 mil milhões de euros.

Ao todo, os estabelecimentos hoteleiros do país receberam 20,6 milhões de hóspedes em 2017, o equivalente a 57,5 milhões de dormidas, levando a aumentos anuais de 8,9% e 7,4% em comparação com o ano anterior.

Foi o mercado externo que mais contribuiu para estes acréscimos, representando 72,4% das dormidas totais no ano passado.

Assim, em 2017, registaram-se 41,6 milhões de dormidas de estrangeiros no país e 15,9 milhões de dormidas de portugueses, mais 8,6% e mais 4,1% do que em 2016, respetivamente, aponta o INE.

Só em dezembro passado, as receitas com a atividade turística subiram 18,1% face ao mês homólogo para 160,2 milhões de euros, enquanto os proveitos de aposento se fixaram em 108,3 milhões de euros, um aumento de 21,1%.

Também em dezembro de 2017, a hotelaria registou 1,2 milhões de hóspedes e 2,7 milhões de dormidas, mais 11,1% e mais 9,8% do que no mês homólogo, respetivamente.


Fonte: Lusa / AO Online


Investimento privado está a crescer nos Açores

O Governo dos Açores anunciou hoje que nos últimos seis meses deram entrada projetos de investimento privado num montante de 115 milhões de euros, o que, segundo o executivo, representa a "fase consolidada de crescimento económico" da região.

"O ano de 2018 vai ser marcado por um enorme crescimento do investimento privado, essencialmente no âmbito do fomento da base económica da exportação, o que vai gerar um acréscimo no crescimento da nossa economia e na criação de emprego", declarou aos jornalistas o vice-presidente do Governo Regional dos Açores, Sérgio Ávila.

O governante falava na feira agroalimentar SISAB, em Lisboa, aproveitando a ocasião para sublinhar a "enorme confiança" dos empresários açorianos espelhada nos projetos de investimento que deram entrada junto do Governo Regional.

E concretizou: "Os dados revelados esta semana demonstram que a aposta no desenvolvimento da nossa economia de exportações tem tido excelentes resultados".

Sérgio Ávila referia-se a indicações dadas esta semana pelo executivo açoriano: as exportações de produtos açorianos, referiu o Governo Regional liderado por Vasco Cordeiro, aumentaram mais de 8,5% em 2017 para países fora de Portugal, ao passo que as importações diminuíram cerca de 9%, numa melhoria de cerca de 30% da balança comercial. 

Questionado sobre os projetos de investimento e a sua localização no arquipélago, Sérgio Ávila disse haver uma "dinâmica de investimento dispersa pelas diversas ilhas" e estimou em cerca de 500 os novos empregos potencialmente criados com o avançar dos projetos.

Cerca de três dezenas de empresas dos Açores estão presentes na edição desde ano do Salão Internacional do Setor Alimentar e Bebidas - SISAB, que arrancou na segunda-feira em Lisboa. 

De acordo com indicações do governo açoriano, a participação da região na feira "integra-se na estratégia de incremento de exportações de produtos e serviços regionais desenvolvida" no arquipélago.

"Esta estratégia contempla múltiplas iniciativas e diversos apoios às empresas, designadamente participação em feiras, atividades promocionais e organização de missões empresariais, com o objetivo de promover a notoriedade externa da região e, em particular, das empresas e produtos 'Marca Açores', potenciando novos negócios", prosseguiu o Governo Regional.

Entre as empresas que se encontram na feira de Lisboa há, por exemplo, companhias ligadas aos setores de lacticínios, conservas, licores, chá, ananás ou carne e enchidos.

O SISAB é tido como a maior plataforma de negócios na fileira agroalimentar, juntando no mesmo espaço mais de 500 produtores que recebem a visita de compradores internacionais oriundos de mais de 100 países.


Fonte: Lusa / RTP Açores