sexta-feira, 12 de outubro de 2018

Publicada resolução que aprova construção de cais de cruzeiros na Terceira

A resolução da Assembleia Legislativa dos Açores que aprovou, a 19 de setembro, a construção de um cais de cruzeiros na baía da Praia da Vitória, na ilha Terceira, foi publicada esta sexta-feira em Diário da República. 

A resolução, proposta pelo PSD/Açores e aprovada por unanimidade no parlamento açoriano, prevê que “o Governo Regional dos Açores construa, na baía da Praia da Vitória, um terminal de passageiros (cruzeiros e interilhas) de acordo com a fundamentação técnica adequada”.

Este é um projeto que “deve assumir-se como complementar aos terminais de cruzeiros já existentes em São Miguel e no Faial, assumindo-se como uma medida muito clara de revitalização da economia da Praia da Vitória, da ilha Terceira e da Região Autónoma dos Açores”.

Para este ano estão estimadas “cerca de 77 escalas de navios de cruzeiro para São Miguel, 27 escalas para o Faial e 24 para a Terceira”, mas a aprovação desta obra pretende “que a adequada infraestruturação daquele porto possa melhorar a sua atratibilidade e permitir aumentar significativamente o número de escalas de navios de cruzeiro na ilha Terceira”.

A Câmara Municipal da Praia da Vitória sugeriu, em março de 2014, a utilização do molhe norte do Porto da Praia da Vitória, utilizado pela Força Aérea norte-americana, no âmbito de Acordo de Cooperação e Defesa entre Portugal os Estados Unidos da América, defendendo que esta era “a melhor solução técnica e financeira”.

Em julho de 2017, a autarquia apresentou um estudo de viabilidade económica da construção do terminal de passageiros no “porto dos americanos” que “prevê uma comparticipação comunitária de 85% do custo total da obra, o qual poderá variar entre os 10 e os 15 milhões de euros se houver o aproveitamento do cais existente; ou entre os 15 e os 20 milhões de euros se se optar por uma construção de raiz”.

No entanto, “a Região dispõe já de estudos e fundamentação técnica para outras possíveis localizações de um terminal de cruzeiros, também dentro da baía da Praia da Vitória, igualmente viáveis em termos técnicos e financeiros, que permitem a possibilidade de garantir a efetivação deste investimento estruturante, independentemente de quaisquer constrangimentos que possam surgir e que sejam alheios à vontade da Região”.

Esta medida surge após dez anos de discussão, tendo sido, em 2008, proposto pela Câmara Municipal de Angra do Heroísmo que o cais de cruzeiros da ilha Terceira fosse construído na baía da cidade, uma medida que foi assumida pelo governo socialista de então, liderado por Carlos César, como um compromisso eleitoral.

O projeto foi abandonado em 2014, altura em que a Câmara da Praia da Vitória sugeriu o aproveitamento das infraestruturas existentes no município.


Fonte: Lusa / AO Online


Aeroportos portugueses registam cerca de 43 milhões de passageiros até setembro

Os 10 aeroportos portugueses registaram, nos primeiros nove meses do ano, um total de cerca de 43 milhões de passageiros, mais 7% que no período homólogo, anunciou a gestora aeroportuária Vinci. 

Dados divulgados pela empresa francesa Vinci revelam que, “nos primeiros nove meses do ano, 42,9 milhões de passageiros utilizaram as instalações portuguesas”, o que representa uma subida de 7% no tráfego.

A justificar este aumento está, desde logo, o acréscimo de 10,3% verificado no aeroporto de Lisboa até setembro, em comparação com o mesmo período de 2017, para um total de 22,2 milhões de passageiros.

Seguiram-se as subidas de tráfego nos aeroportos do Porto (+10,6% para 9,1 milhões de passageiros) e os dos Açores (+2,6% para 1,9 milhões de passageiros).

Em sentido inverso, verificaram-se menos passageiros em Faro (-2,3% para 7,1 milhões) e nos aeroportos da Madeira (-1,9% para 2,6 milhões).

Assinalando que “Portugal ultrapassou a marca dos 42 milhões de passageiros neste período”, a Vinci aponta que, “com a popularidade do país como destino de verão para turistas europeus - principalmente espanhóis, franceses e alemães -, as companhias aéreas de baixo custo tiveram uma muito boa temporada”.

De igual modo, a TAP “apresentou um bom desempenho”, acrescenta.

No que toca ao terceiro trimestre deste ano, entre os meses de julho e de setembro, “os 10 aeroportos portugueses registaram a melhor temporada de verão de sempre, com 17,3 milhões de passageiros movimentados”, aponta a Vinci, falando num aumento de 4,2% face ao período homólogo.

No total dos 44 aeroportos geridos pela Vinci a nível mundial, foram registados 142,8 milhões de passageiros entre janeiro e setembro deste ano, mais 6,7% do que no mesmo período de 2017.

Já entre julho e setembro, o aumento foi mais contido, de 2,8%, para um total de 51,3 milhões de passageiros movimentados.

“Excluindo o desempenho do Japão, que foi negativamente afetado por uma sucessão de eventos climáticos excecionais, a taxa de crescimento foi de 6,1%” no terceiro trimestre, adianta a Vinci na nota de imprensa.


Fonte: Lusa / AO Online


SATA lança concurso para reforçar abastecimento de água no aeródromo de São Jorge

A SATA Gestão de Aeródromos lançou esta sexta-feira o concurso para a construção de um reservatório de água que irá reforçar o abastecimento ao aeródromo de São Jorge, num investimento de 345 mil euros, anunciou a empresa. 

“Por razões de segurança operacional, é necessário dotar o aeródromo da ilha de São Jorge de um sistema eficaz de abastecimento de água, que garanta o fornecimento em condições de pressão, caudal e com as reservas necessárias perante uma situação de avaria na rede pública de abastecimento de água”, explica a SATA Gestão de Aeródromos, S.A., concessionária do serviço público aeroportuário de apoio à aviação civil nos aeródromos regionais.

Em comunicado, a SATA refere que a empreitada daquele sistema de abastecimento no aeródromo de São Jorge tem "um prazo de execução de 300 dias" e compreende a construção de um reservatório com duas células cilíndricas, em betão armado, com capacidade de 250 m3 cada, e uma câmara de manobras em betão armado, onde serão instalados o grupo hidropressor, sistema de tratamento de água e restantes equipamentos hidráulicos associados.

A empreitada integra outros trabalhos como sejam "terraplanagens, infraestruturas elétricas, de construção civil, arranjos exteriores, incluindo infraestruturas de interligação com redes já existentes e a implementar", acrescenta a mesma nota.

A SATA Gestão de Aeródromos adianta ainda que os potenciais interessados neste concurso têm 35 dias, a contar desta data, para apresentar proposta.


Fonte: Lusa / AO Online


quarta-feira, 10 de outubro de 2018

Ryanair mantém as rotas em Ponta Delgada e Terceira no verão de 2019

A Ryanair anunciou esta terça-feira o seu horário para o verão 2019 com 12 novas rotas, sendo que as de Ponta Delgada e Terceira mantêm-se. 

De acordo com comunicado da companhia de baixo custo, as novas rotas são: Alicante, Berlim, Bordéus, Brive, Cagliari, Clermont, Edimburgo, Londres Southend, Marraquexe, Milão Bergamo, Sevilha e Veneza Treviso.

As 129 rotas operadas pela Ryanair em Lisboa, Porto, Faro, Ponta Delgada e Terceira irão transportar cerca de 11 milhões de passageiros por ano através destes cinco aeroportos portugueses.

Desta forma, a Ryanair vai manter as cinco rota em Ponta Delgada para Lisboa, duas vezes por dia; Frankfurt Hahn, Londres Stansted e Manchester, todos uma vez por semana e Porto com seis viagens. 

Na Terceira a companhia manterá a rota Lisboa com quatro viagens por semana e Porto com duas, no verão de 2019.

Em Lisboa, haverá três novas rotas para: Bordéus (cinco vezes semana), Clermont (duas vezes por semana) e Edimburgo (duas vezes por semana). A Ryanair irá contar com mais frequências para Berlim, Bruxelas, Bolonha, Dublin e Manchester, num total 29 rotas.

A partir do Porto, a companhia aérea terá seis novas rotas, nomeadamente para Alicante, Brive, Cagliari, Marraquexe, Sevilha e Veneza Treviso, (duas vezes por semana todas as rotas). Igualmente terá a partir do Porto mais para Bruxelas, Dublin, Londres Stansted, Luxemburgo, Malta e Marselha.

No aeroporto de Faro, a Ryanair irá operar três novas rotas, para Berlim Milão Bergamo (ambas duas vezes por semana) e Londres Southend (cinco vezes por semana). Irá ter também mais frequências para Birmingham, Dublin, Leeds e Manchester.

Para celebrar as novas rotas, a Ryanair lançou uma promoção em Portugal com valores a partir de apenas 14,99 euros, para viagens até dezembro, disponível para reserva no website Ryanair.com, até à meia-noite de quinta-feira, dia 11 de outubro, acrescenta o comunicado de imprensa.


Fonte: Açoriano Oriental